• Palanque do Zé #128 – Resumo das férias

    294 Jornal A Bigorna 18/01/2021 13:40:00

    Palanque do Zé

    Escrevo essas linhas enquanto curto o último final de semana das férias. Uma das coisas mais legais que fiz nesse período, foi ajudar a financiar um filme americano!

    Ainda não posso mostrar o link do filme para você assistir, porque está na fase de pré-estreia, onde somente os financiadores podem ver. Mas dentro em breve ele estará disponível ao público, e aviso por aqui!

    Até lá, a única coisa que posso fazer para te provar o que digo, é mostrar um print da tela no momento em que meu nome aparece: https://www.instagram.com/p/CJfu7tKppfA/?igshid=1l3seugv3g0m3

    Você deve estar se perguntando: Mas Zé, como você conseguiu tal façanha? Na verdade, não é tão façanha assim. Ocorre que eu sigo desde os idos de 2008, o humorista Rodrigo Fernandes, mais conhecido como Jacaré Banguela.

    Por volta de 2019, ele decidiu ir para os Estados Unidos estudar na escola de cinema Second City, uma das mais conceituadas do mundo. Para se formar, ao invés de fazer uma monografia ou TCC, ele tinha que fazer um curta-metragem.

    Ocorre que o tal do brasileiro é um bicho fuçado, e o Banguela decidiu fazer logo um filme! Para tanto, fez uma vaquinha e centenas de pessoas ajudaram, inclusive esse que vos escreve!

    Em contrapartida, recebemos acesso aos vídeos de bastidores da gravação, o roteiro, diversas memorabílias digitais, o direito de ver o filme na pré-estréia e de ter o nosso nome nos créditos!

    Foi assim que ajudei a financiar um filme americano dirigido por um brasileiro, o qual considero como sendo um dos melhores comediantes de nossa terra.

    Nossa! Você deu dinheiro pro cara fazer um filme? Não! Eu o paguei para que ele produzisse entretenimento de qualidade pra mim, durante uns seis meses. Nesse período, passei muitas horas vendo bastidores e tudo o mais, até receber o produto final. É como ir ao cinema, só que melhor!

    Aliás, seguindo essa mesma linha, já repararam que nos últimos anos a internet passou a cobrar por quase tudo o que oferece?

    Dez anos atrás  eu via filmes, ouvia músicas e lia notícias de graça... Agora, para fazer as mesmas coisas, preciso assinar a Netflix, HBO Go, Amazon Prime Vídeo, Disney Plus, Tidal, UOL, Folha, Estadão e BR Político.

    Para se ter uma ideia, dos 73 aplicativos que tenho no celular, 32 são pagos de alguma forma, seja por assinatura, compra ou porcentagem.

    Como capitalista convicto, não acredito em almoço grátis, mas acho que esses serviços deveriam ser mais acessíveis, pois os preços elevados somente fomentam a pirataria. Principalmente num país pobre como o nosso.

    Outra coisa que aproveitei para fazer nas férias, foi juntar os meus melhores textos num e-book a ser lançado em breve.

    Não terá material novo, pois todos os artigos já foram publicados aqui no Jornal A Bigorna, ou no extinto A Verdade dos Fatos ou na coluna que mantinha no Jornal Sudoeste do Estado.

    A graça da coisa vai ser podermos retornar a textos datados de 2007 para cá!

    Ainda no âmbito dos livros, decidi revisar a minha primeira obra ficcional, “Justiça Em Primeiro Grau”. Agora, com as devidas correções de diagramação, a leitura será bastante agradável para quem curte uma boa e velha história de máfia!

    Muito em breve as duas obras poderão ser baixadas gratuitamente no www.fusco.info, site que reformulei para facilitar o acesso de tudo o que faço na internet, a quem se interessar.

    Nesse endereço eletrônico, você encontra todos os meus contatos, livros, sites e redes sociais.

    OUTRAS NOTÍCIAS

    veja também