Palanque do Zé #110 - Como você sonha?

Zé Renato 14/09/2020 08:50:00 899 visualizações

Para fins de compreensão, esse artigo buscará tratar do sonho enquanto sendo um "conjunto de imagens, de pensamentos ou de fantasias que se apresentam à mente durante o sono". Dito isso, todas as outras definições para a palavra "sonho" ficam descartadas.

Mas vamos aos fatos: Recentemente eu ouvi o episódio do Podcast científico Naruhodo, que tratava dos sonhos.

Lá foi dito que a absoluta maioria das pessoas sonha em preto e branco, o que me é surpreendente, vez que eu sempre sonhei em cores.

Sigmund Freud, o pai da psicanálise, que estudou profundamente o assunto, explicava os sonhos como sendo uma manifestação dos desejos e ansiedades profundas, que geralmente estavam relacionadas a memórias ou obsessões reprimidas da infância. Para variar, ele também dizia que isso tinha a ver com sexo.

Cientificamente sabemos que todos os seres humanos sonham enquanto dormem. Às vezes a pessoa tem um único sonho, enquanto em outras oportunidades, vários.

Os sonhos duram algo entre 90 minutos a mais de duas horas por período de sono, o que significa que uma pessoa pode passar até 6 anos de sua vida apenas sonhando!

Cerca de 95% dos sonhos são incompreensíveis e impossíveis de serem lembrados assim que acordamos, mas os outros 5% restantes são muito claros e costumam ficar guardados na nossa memória.

O assunto é realmente complexo e muito vasto, mas basicamente "ser capaz de interpretar os significados ocultos dos sonhos é ter um conhecimento capaz de mudar a própria vida".

Como essa definição é absolutamente ampla, apesar de verdadeira na essência, diversos charlatões a utilizam para fundamentar seus golpes.

Digo sobre aqueles livros ou sites na internet que dizem: Se você sonhou com coruja, alguém conhecido vai morrer. Se você sonhou com cobra, a primeira mulher que você ver ao acordar estará grávida… enfim, essas baboseiras todas.

Isso não tem nada a ver com a já citada frase "ser capaz de interpretar os significados ocultos dos sonhos é ter um conhecimento capaz de mudar a própria vida".

O que Freud - que não proferiu esse pensamento aí, mas que adoraria tê-lo feito, pois resume bem o seu estudo - quis dizer é que se você se conhecer melhor e for capaz de conhecer os seus anseios e medos, viverá mais pleno e feliz.

Toda essa coluna foi escrita só porque eu sonhei que estava numa guerra. Isso é bem comum no meu caso, já que o meu assunto predileto no ramo da história é a Segunda Grande Guerra Mundial.

Só que dessa vez as coisas eram diferentes… Eu era o Lula Molusco e ao meu Pelotão, pertenciam o próprio Bob Esponja, o Patrick Estrela, a Sandy Bochechas e o Seu Sirigueijo!

E, antes que me perguntem, não faço ideia do porquê de a gente estar guerreando no fundo do mar!

Mas, para encerrar o assunto, gostaria de desafiar um desses charlatões "intérpretes" de sonhos a dar algum sentido para essa verdadeira lambança que meu cérebro aprontou enquanto eu dormia!

 

 

 

 

 

 

 

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@jornalabigornaavare.com.br