Palanque do Zé 96 - Churchill racista?

Zé Renato 17/06/2020 21:00:00 382 visualizações

Não preciso explicar para vocês, pessoas de bom senso e de mente clarificada, quem foi e o que fez Sir Winston Leonard Spencer Churchill.

O que gostaria de dizer é que uma foto que vi no Facebook recentemente, onde uma estátua de Churchill aparecia pichada com a inscrição em inglês "was is racist", ou "foi racista", na tradução literal, me obrigou a abandonar momentaneamente a neutralidade política que adotei nas redes sociais.

Não que eu não tenha uma opinião, ou que ela tenha mudado. Continuo sendo um cara de Direita, e crítico ferrenho dos desmandos políticos em geral. Mas percebi que vídeos de gatinhos e piadas de tiozão são mais eficientes para a manutenção da paz online.

Na oportunidade, escrevi poucas palavras, mas percebi que elas surtiram o efeito esperado. Por isso, as transcrevo nestas páginas:

"Essa pichação só comprova o que todo mundo já sabia... Os tais "antifas" não passam de um bando de arruaceiros terroristas e ignorantes!

Se teve um anti-fascista no mundo, esse cara foi Winston Churchill! Ele é o Herói do Mundo Livre. Sem ele, os nazistas e fascistas teriam tomado conta de tudo, e esses imbecis não estariam sequer vivos pra cometer uma injustiça dessas!

Sou totalmente contra o racismo, por isso não digo que "vidas negras importam". Vidas importam, independente de serem negras, pardas, amarelas ou brancas!

O policial americano cometeu um crime com o cara lá? Com certeza! E deve ser preso, julgado e condenado por isso!

Protestos por igualdade racial são válidos? Claro! Todo protesto é válido, pois a Democracia está aí pra isso. Só que protesto não é sinônimo de baderna, pichações e quebradeira!

Para esses bandidos que estão nas ruas cometendo crimes travestidos de protestantes, só desejo o rigor da Lei!"

E agora, com a cabeça mais fria, vou ainda mais longe: Não fosse Winston Churchill, hoje o Mundo seria tão diferente, que não é possível sequer que possamos imaginá-lo. Caso os nazistas tivessem vencido, as minorias - especialmente os negros, deficientes, judeus e ciganos - não existiriam.

E essa coluna também não já que, por ser deficiente, eu teria sido jogado numa vala qualquer tão logo tivesse nascido, por não atender aos critérios raciais e físicos do Reich.

Olhe para o lado e, num exercício de imaginação macabro, tente classificar seus parentes e amigos de acordo com os ideais de pureza nazista. Garanto que 95% dessas pessoas não se enquadrariam, pois estamos no Brasil, terra de misturas raciais. O destino deles seria o mesmo que o dos judeus: A morte.

Isso é, após terem sido escravizados, humilhados e vilipendiados até às últimas consequências. Até que desejassem ser mortos, para se verem livres da dor, da fome e da desonra.

E tudo isso só não se concretizou porque Churchill compreendeu o perigo cerca de dez anos antes de todos e teve os meios e o dom de unir as pessoas de bem na causa comum, que era a total aniquilação de Hitler e do nazismo.

Nada melhor do que terminar esse texto com uma frase do próprio Churchill:

"Vivemos com o que recebemos, mas marcamos a vida com o que damos".

--- -- ---

A postagem a que me refiro é essa: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2979248788778580&id=100000804657620

 

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@jornalabigornaavare.com.br