Agentes encontram carne recheada de maconha com visitante de presídio

A Bigorna 19/09/2018 07:37:00 1211 visualizações
Agentes encontram carne recheada de maconha com visitante de presídio legenda: Flagrante Foto Fonte: SAP

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que, no último domingo, 16, agentes de segurança da Penitenciária "Valentim Alves da Silva" de Álvaro de Carvalho, encontraram maconha em pedaços de carne levados pela mãe do sentenciado.

O alimento recheado estava dentro de um compartimento e foi flagrado pelos funcionários no momento da revista nos pertences da mulher. A polícia militar foi acionada para lavrar boletim de ocorrência.

Outros casos de tentativas frustradas de entrada de drogas ocorreram em presídios da região:

Penitenciária de Ribeirão Preto

No sábado, 15, às 11h50 da manhã, uma mulher foi barrada de entrar na Penitenciária de Ribeirão Preto. O body scanner da penitenciária apontou a existência de um objeto não identificado na região pélvica da visitante. A mulher foi questionada e encaminhada pelas agentes de segurança até um local separado, e acabou retirando de forma voluntária um invólucro do ânus contendo maconha.

Penitenciária de Bernardino de Campos

Três casos com visitantes carregando ilícitos foram registrados na Penitenciária de Bernardino de Campos.

Às 9h30, uma mulher foi flagrada tentando entrar na unidade prisional com aproximadamente 26 gramas de maconha escondidas no cós do top e da calcinha.

Outro caso parecido ocorreu às 10h10, quando a visitante foi flagrada com 0,5 gramas de maconha inseridas no top.

Por volta das 10h50, outra mulher foi frustrada ao tentar ingressar no presídio com 0,3 gramas de maconha escondidas na blusa. O flagrante ocorreu no momento da revista.

A descoberta dos ilícitos ocorreu devido a eficiência do aparelho de scanner corporal.

Penitenciária II de Reginópolis

Agentes de segurança da Penitenciária "Sargento PM Antônio Luiz de Souza", a PII de Reginópolis, encontraram maconha e LSD nos pertences de uma mulher, visita de sentenciado. Ela foi surpreendida pelo body scanner da unidade prisional. A droga seria entregue ao seu marido.

A SAP informa que pessoas flagradas tentando adentrar com objetos proibidos em unidades prisionais são automaticamente suspensas do rol de visitas.

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@abigorna.com.br