Artigo: ACIA teve que fazer a vez do Poder Público

A Bigorna 23/02/2018 11:01:00 900 visualizações
# legenda: Artigo

A Associação Comercial e Industrial de Avaré – ACIA – fundada em 29 de outubro  de 1933 mostrou sua força e a tendência de sempre estar ao lado das melhorias da cidade.

Nesta semana, diante da inércia do governo municipal de Avaré de que a cidade corre o risco de perder o evento ABQM, reuniu-se com o quartistas, para ouvir os profissionais que movem o setor.

A cidade de Araçatuba, não à toa, movimenta-se nitidamente para levar o evento para lá. Um evento que para chegar até Avaré foi um trabalho árduo para que a ABQM realizasse os eventos aqui em nossa cidade.

O fato que assombra é a notória ‘falta de interesse’ do atual prefeito em dialogar e tentar manter o evento na cidade, já que, além de tudo, somos ainda uma Estância Turística.

Ao deixar ‘um vácuo’ de administração pública, a ACIA intercedeu para tentar manter o evento, e foi apoiada pelos quartistas de Avaré. Quando o Poder Público é omisso, alguém tem que ocupar o espaço, e, inadvertidamente, a ACIA cumpriu um papel importante para Avaré.

Sem lutar por progresso uma cidade nunca se rearranja, e não sai do lugar. Investir e atrair eventos de nível nacional é um papel que todo administrador público tem o dever de realizar.

Infelizmente o que assistimos até o presente momento, nada mais são dos que promessas e festas bancadas com dinheiro do contribuinte.

Ao se empenhar numa tarefa que deveria ter sido feita por quem foi eleito, a ACIA prova que a sociedade tem que ter representantes à altura de uma cidade como Avaré, que, há tempos tenta tornar-se turística de fato e de direito. Perder um evento como a ABQM é inadmissível, sorte que ainda temos avareenses preocupados com nossa terra.

André Guazzelli é jornalista.

 

 

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@abigorna.com.br