Compra de “ração” para bois pela prefeitura de Avaré foi alvo de críticas de vereadores

A Bigorna 13/11/2018 12:10:00 3469 visualizações
# legenda: Política

Na Sessão de Câmara desta segunda-Feira, 12, os vereadores Toninho da Lorsa e Barreto do PT criticaram a falta de prioridades do governo referente a compra de Silagem de Milho pela prefeitura de Avaré.

Na oportunidade  o vereador Barreto fez uma comparação destacando que a Prefeitura não tinha condições de pagar as marmitas dos servidores do Pronto-Socorro, há falta de papel higiênico dentre outras coisas.

Barreto chegou mesmo a questionar no quanto vai ficar essa festa, já que o prefeito não tem dinheiro para o básico, mas tem 60 mil para gastar com alimentação de animais, que segundo o Pregão Presencial e a adjudicação da compra equivalem para que a alimentação seja utilizada na Emapa.

Por sua vez, Toninho da Lorsa (PSDB) lembrou que a Prefeitura não tem condições de fornecer a uma criança um medicamento com custo de 400 a 500 reais, sendo necessária ação judicial para obter e, mesmo assim, não conseguindo.

“Como é que 60 mil reais para tratar de gado a prefeitura Executivo tem”? – questionou.

Nas redes sociais, internautas ficaram indignados com a ação administrativa de Joselyr Silvestre. A maioria se posicionou contra, alegando falta de fraldas para crianças com necessidades especiais, além de falta de cestas básicas aos mais necessitados.

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@abigorna.com.br