Curiati fala sobre doação de órgãos

A Bigorna 12/09/2018 04:12:00 9152 visualizações
# legenda: Antonio Carlos Curiati

O candidato a deputado estadual, Antonio Carlos Curiati falou ao Jornal A Bigorna do momento do falecimento de seu filho e da importância da doação de órgãos.

“Há 25 anos o meu filho de 1 ano e meio sofreu um acidente doméstico, caiu na piscina, e não resistiu  e faleceu após 12 dias internados. Após sermos informados do ocorrido, os médicos vieram conversar comigo e com a minha família, perguntando se não estaríamos dispostos a doar as córneas dele, para que uma outra criança (na época) pudesse enxergar”.

Para Curiati, devido à falta de informação sua família ficou apreensiva, bem como, como seria a retirada das córneas, e após os médicos explicarem resolveram aceitar o pedido e realizar a doação.

“Os anos se passaram e hoje quem precisa de uma doação sou eu (Curiati) , que devido a complicações da diabete, iniciei o tratamento de hemodiálise e fiquei na fila do transplante do rim”.- relata -   “Já fui doador e hoje sou receptor e abracei a bandeira da doação de órgãos, pois já estive dos dois lados e sei o quanto a falta de informação atrapalha na decisão de possíveis doadores e o que isso faz com que as filas à espera de uma doação só aumentam”, comentou Curiati.

Atualmente, sua esposa fez os exames que constataram a compatibilidade, possibilitando a ela ser minha doadora.

“Acredito que  uma melhor divulgação a todos poderia salvar muitas vidas.”- finalizou.

 

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@abigorna.com.br