Moradores de Bernardino de Campos reclamam da falta de espaço em cemitério municipal

A Bigorna 02/07/2018 18:24:00 141 visualizações
# legenda: Cemitério municipal

Perder uma pessoa da família já é um momento difícil. Mas, além da perda do familiar, os moradores de Bernardino de Campos (SP) ainda precisam se preocupar com a falta de espaço no cemitério municipal para enterrar o corpo do ente querido.

De acordo com a prefeitura, são 2.480 túmulos no local e não há mais vagas para novos enterros. Como alternativa temporária, o Executivo construiu túmulos verticais com 16 vagas, porém o espaço já está lotado.

O chefe do gabinete da prefeitura, Carlos Malagutte, afirma que a situação do cemitério deve ser resolvida até o fim de agosto deste ano.

 “Desde o segundo semestre do ano passado estamos buscando uma extensão do cemitério. Já estamos concluindo a etapa de regularização da documentação e depois vamos atrás da Cetesb. Acredito que no máximo em 70 dias cumpriremos essa etapa e poderemos sanar esse problema no cemitério”, afirma.

Ainda segundo Malagutte, enquanto o problema não for solucionado, outros 16 túmulos verticais estão sendo construídos.

Em nota, a Cetesb informou que já se reuniu com o Executivo para discutir sobre o licenciamento ambiental para ampliar o cemitério, mas afirma que por enquanto nenhum processo foi formalizado.

Quanto à devolução do duodécimo do legislativo para essa reforma, o Secretário Geral da Câmara informou em nota que assim que receber o projeto da prefeitura solicitando esse dinheiro, a Casa vai fazer um levantamento dos gastos para ver se é possível seguir com a devolução.

Segundo o empresário João Madella, que teve que enterrar o filho em um desses túmulos verticais no fim de 2017, só ficou sabendo que o cemitério não tinha mais espaço no velório.

 “A prefeitura tinha que ter um lugar adequado para isto. Um terreno para venda para quem precisa, pois eu, por exemplo, não sou daqui [Bernardino de Campos] e não estava prevenido para este imprevisto”, explica.

Problemas no Velório Municipal

Além da falta de espaço no cemitério, o dono de uma funerária na cidade, Sérgio Bonanata, explica o Velório Municipal também precisa de uma reforma.

“Recentemente tivemos que velar quatro corpos no local que é muito pequeno. Precisa de uma reforma urgente, principalmente no banheiro, que não tem acesso para deficientes. Pedimos um espaço que promova o bem estar dos familiares, pois muitos passam a noite velando um ente querido”, conta.

Sobre o Velório Municipal, o chefe de gabinete Carlos Malagutte explicou que está sendo elaborado um projeto para reforma do espaço. Ele afirma que o projeto deve ficar pronto em um mês.

 “Está sendo feito o desenho, que é a parte técnica do projeto, para que assim possamos levantar o custo necessário para execução. Então, o projeto será encaminhado para a Câmara para aprovação e é a Câmara quem faz a devolução do duodécimo, ou parte do duodécimo para custear a obra”, explica.(DoG-1)

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@abigorna.com.br