Por traição, diretório do PSDB expulsa Goldman, Saulo e mais 15

A Bigorna 08/10/2018 23:40:00 355 visualizações
# legenda: PSDB

O diretório municipal do PSDB decidiu expulsar o ex-governador Alberto Goldman do partido nesta segunda-feira. Goldman apoiou a candidatura de Paulo Skaf (MDB) na disputa ao governo de São Paulo contra o tucano João Doria.

No debate no primeiro turno da TV Globo, Goldman estava no auditório com plaquinha do Skaf no peito e sentou-se na plateia do lado dos apoiadores do emedebista. O ato foi considerado um “desplante” por aliados de Doria.

O secretário estadual de governo Saulo de Castro também foi expulso por ter levado ontem o governador Márcio França (PSB), que concorre com Doria o segundo turno ao governo de São Paulo, à uma reunião com Geraldo Alckmin. Ele é um dos principais aliados de Alckmin, presidente nacional do PSDB e presidenciável derrotado. Assim como Goldman, o secretário usou um broche de França durante todo primeiro turno.

Os expulsos podem recorrer da decisão. “Se eles quiserem recorrer que recorram ao estadual ou nacional. A decisão do diretório da capital está tomada”, diz o presidente do diretório municipal João Jorge.

A executiva nacional do PSDB emitiu um breve comentário sobre a decisão do diretório municipal. Segundo a nota, o diretório municipal não tem competência para expulsar os dois, uma vez que ambos são membros, respectivamente, dos diretórios nacional e estadual do partido. “A decisão é arbitrária e inócua”, diz a nota, enviada pela assessoria de imprensa do PSDB nacional.(DoEstado)

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@abigorna.com.br